1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11

Pronto para receber 342 matrizes, empreendimento de R$ 6 milhões na zona rural é a nova jóia da suinocultura na região

Um empreendimento modelo na suinocultura acaba de ser finalizado na zona rural de Jaguariaíva, representando investimentos de mais de R$ 6 milhões.

O projeto pioneiro no Brasil vai gerar empregos locais e é fruto da parceria entre a empresa Schoeler Suínos e o empresário Césio Gruski que construiu em sua propriedade, localizada no Morro Azul, uma granja de recria nos moldes europeus para receber 342 matrizes no final do mês de fevereiro.

A parceria entre a prefeitura municipal e a empresa garantiu incentivos como a terraplanagem e a manutenção de estradas para o escoamento da produção. A prefeita Alcione lemos visitou o empreendimento e destacou a zona rural pelo investimento e tecnologia de ponta empregados na nova estrutura. “Jaguariaíva tem um potencial enorme em todas as áreas e precisamos converter essas qualidades em geração de emprego e renda. Uma estrutura com tecnologia de ponta, que vai gerar empregos aqui, no sertão de Jaguariaíva, e isso só é possível porque nossa terra tem potencial, a administração tem trabalhado para viabilizar projetos e as pessoas têm investido em novas ideias”, afirmou a prefeita.

A empresa Schoeler, com base em Jaguariaíva desde 2007, iniciou em 2019 a busca por proprietários de áreas rurais que atendessem aos requisitos para participar do Sistema Vertical de Terminação, em que os produtores são responsáveis por apenas uma ou duas etapas da criação: maternidade, creche, recria e terminação. Morador do Morro Azul e proprietário de uma área que atendia às exigências do projeto, Césio investiu cerca de R$ 1,1 milhão na estrutura de aproximadamente 2 mil m², enquanto as matrizes, avaliadas em cerca de R$5 milhões, são entregues pela Schoeler.

As matrizes da raça Duroc Americana, considerada o Angus da Suinocultura, exigem cuidados especiais que preservem o alto investimento em genética. Para tal, a estrutura de recria tem espaços com tecnologia de ponta para reposição, gestação, maternidade, “creche”, laboratórios com ultrassom e inseminação artificial, além de vestiário e Equipamentos de Proteção Individual para os funcionários.

O espaço para descarte de dejetos já está devidamente licenciado e conta com mantas impermeáveis para evitar o contato com o solo, contudo, o empresário Césio já tem um projeto para geração de energia através de um biodigestor orgânico.


Vídeo - Covid 19