1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23

Publicação Original: 11/07/2009
 
             Complementar a alimentação das instituições sociais através da compra direta dos produtores agrícolas locais, visando auxiliar às famílias assistidas, bem como incentivar e valorizar o pequeno produtor rural é a principal finalidade do Programa de Aquisição de Alimentos pela Compra Direta da Agricultura Local, implementado em Jaguariaiva e apresentado durante a realização do 1º Seminário de Planejamento do setor.
Um programa do Governo Federal, coordenado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, tendo como proponente o Provopar, em parceria com o Governo Estadual e Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte, com orientação técnica da Emater e a participação de produtores locais, o programa tem tudo para dar certo e é o primeiro passo na formação e fortalecimento do elo entre produtores locais e entidades sociais. “O programa, além de beneficiar entidades sociais e, consequentemente, as pessoas menos favorecidas, vai valorizar produto e produtor local, unindo as duas pontas desta rede”, enfatizou a presidente do Provopar, Rosa Maria Prestes.
O 1º Seminário de Planejamento do Programa de Aquisição de Alimentos e Compra Direta da Agricultura Local contou com a participação de representantes do Provopar, da Prefeitura, através das secretarias de Educação Cultura e Esporte, que está dando todo o suporte logístico e operacional, da Emater, além das instituições beneficiadas e, num primeiro momento, 10 produtores locais, oriundos do interior do município. A expectativa é de que o número de produtores envolvidos no programa aumente já a partir do próximo ano e, consequentemente, aumente também a diversidade dos produtos oferecidos. Se hoje serão oferecidos brócolis, abobrinha, mandioca, couve-flor, feijão, milho verde, repolho, quirera, pepino, açúcar mascavo e abóbora, além de morango, laranja, pêssego e doces, a tendência é, com o fortalecimento e a confiança no programa, aumentar a rede.
Para o funcionamento do programa, os coordenadores cadastraram os pequenos produtores rurais interessados e as entidades a serem beneficiadas. O agricultor entrega o produto ao Provopar, que fará a distribuição dos alimentos diretamente às instituições como Casmi, Casa de Nutrição, os quatro Centros Municipais de Educação Infantil, Projeto Vida, Asilo Lar Bom Jesus, Conselho da Comunidade e Pastoral da Criança, que atendem crianças, jovens, adultos e idosos no município. Os recursos vêm do governo federal e são depositados na conta do produtor, no valor máximo de até R$ 3,5 mil/ano. Produtores e consumidores concordam com a importância do programa e têm boas expectativas quanto ao crescimento e fortalecimento do mesmo, em Jaguariaiva. “É uma iniciativa muito importante, uma vez que o programa tem tudo para dar certo e suprir uma carência que existe pela dificuldade que muitas vezes temos em adquirir esses produtos”, disse Hissashi Umezo, representante da Casmi. Para o produtor Ronei José Michaloski, que vai fornecer o açúcar mascavo, a compra direta dos produtores locais vai além da ajuda às entidades assistenciais, motivando e valorizando os pequenos produtores locais. Alguns produtos serão entregues já na próxima semana. No entanto, outros que dependem da época de produção serão entregues a médio e longo prazo, dentro de um calendário predeterminado.  

Missão, Visão e Valores

Missão

Atender os anseios da população jaguariaivense, aplicando de forma correta, racional e transparente todos os recursos recebidos, buscando sempre o bem comum, com respeito e dignidade, objetivando o progresso contínuo com qualidade.

Visão

Exercer com coerência, transparência e pragmatismo as atribuições públicas municipais, constituindo-se em centro de excelência e de destaque nacional.

Valores

  • Ética como princípio básico;
  • Respeito às leis, aos regulamentos e aos direitos dos cidadãos;
  • Economicidade;
  • Transparência;
  • Comprometimento e pontualidade;
  • Honestidade / Integridade;
  • Responsabilidade;
  • Disponibilidade para mudanças tecnológicas e de conhecimento;
  • Preservação do patrimônio;
  • Administração confiável e orientada para o interesse público;
  • Cooperação;
  • Saúde e segurança no trabalho;
  • Preservação do meio ambiente;
  • Sinergia com os aspectos políticos;

Vídeo - Febre Amarela

Vídeo - Combate à Dengue

Vídeos - Gripe